Centro de documentação
e arquivo feminista
elina guimarães

Historial

foto 1

As bordadeiras da Madeira começaram a bordar para as empresas desde finais do século XIX mas só tiveram direito a se sindicalizar a partir de 1976. Travaram, desde então, grandiosas lutas por direitos que nunca tinham tido.

Conseguiram conquistas que foram únicas para trabalhadoras/es domiciliárias/os em todo o mundo.
– Aumentos anuais para o seu trabalho
– Subsídio de desemprego
– Direitos da Segurança Social equiparados às restantes trabalhadoras/es (ex: subsídio de maternidade, subsídio por doença, etc)
– Reforma aos 60 anos com 15 anos de descontos

As suas conquistas influenciaram decisões legislativas que foram tomadas, quer na lei do Trabalho Domiciliário em Portugal, quer na Convenção aprovada pela OIT sobre o mesmo tema.

pdfDocumento integral »»

foto 3
foto 2
Fechar