Centro de documentação
e arquivo feminista
elina guimarães

Desocultando quotidianos de mulheres

São retalhos de vidas.
São pedaços de quotidianos que agora se desocultam.
Porque de muitos silêncios é ainda feita a vida de muitas mulheres.
As mais ousadas desatam os fios das suas histórias de vida e surgem mais empoderadas.
Outras, à medida que dizem o que ficou por dizer há muitos anos, refletem sobre si próprias.

Este livro constitui uma das peças do projeto “Memória e Feminismos II, Novos Olhares, Outras Vozes” que se desenvolveu em 2013/2014 nas regiões de Coimbra e Setúbal. Na anterior fase tinham sido recolhidas histórias de vida na Madeira e no Minho.

A historiadora e feminista Fina D’Armada que faleceu a 7 de Março de 2014, costumava dizer. “É preciso meter os quotidianos na história. E só as mulheres o podem fazer”. E é um facto que quando lemos estas histórias de vida tão ricas de ensinamentos, tão ricas de experiências damos conta da importância do trabalho que está a ser
feito com este projeto da UMAR.

Fechar